Time sub-20 vence Ba-Vi por 2 a 0 e abre boa vantagem rumo ao título baiano

O time sub-20 fez bonito neste sábado, dia 25. No jogo de ida da final do Campeonato Baiano, disputado no Barradão, o Leão bateu o Bahia por 2 a 0 e abriu boa vantagem rumo ao título estadual.

Os gols do triunfo rubro-negro, anotados um em cada etapa, foram de Rafaelson e Euller, cobrando falta.

“Jogamos bem, tivemos uma atuação segura, mas não tem nada definido. Temos de manter a concentração e o foco. Ganhamos os primeiros 90 minutos. Restam mais 90”, disse o técnico Wesley Carvalho, ao final do clássico.

No jogo de volta, sexta-feira da semana que vem, dia 1º de maio, às 15h, no Estádio Governador Roberto Santos, o Leão pode até perder por um gol de diferença que levanta o caneco.

Clássico movimentado
O Vitória iniciou o Ba-Vi a mil por hora. Logo aos dois minutos, Gabriel quase marcou. Ele tabelou com David pela esquerda, driblou o defensor e bateu no canto do goleiro Igor, que fez uma difícil defesa.

O Leão continuou pressionando. Em trama pela ponta, Euller encontrou David, que cortou para a esquerda e finalizou pra fora.

Jogando fechadinho, com três volantes, o Bahia só assustou na metade do primeiro tempo. Após rebatida do goleiro Wallace – que teve ótima atuação –, Índio emendou de primeira, da pequena área, e carimbou a trave.

O susto empurrou o Vitória pra frente. No ataque seguinte, Rafaelson recebeu na entrada da área, abriu espaço e soltou um petardo no canto do goleiro tricolor, que nada pôde fazer. Golaço!

O gol deixou o Bahia atordoado. Mas o Leão não soube aproveitar o melhor momento. Em duas escapadas pela direita, Gabriel e David tiveram chance de ampliar, porém, falharam.

A primeira etapa seguiu movimentada. Com o placar adverso, o rival se lançou ao ataque. Em cobrança de falta, o lateral-direito tricolor bateu direto e acertou o travessão.

O Bahia continuou em cima. Gabriel Ramos aproveitou cruzamento da direita e chutou fraco, no meio do gol.

Na segunda etapa, o técnico Wesley recuou o volante Flávio para jogar ao lado de Borges, e o Bahia teve pouco espaço para criar.

O time tricolor se limitou a cruzar bolas na área rubro-negra, todas afastadas pelos beques Ramon e Vinícius.

Nos contra-ataques, o Vitória tentava chegar ao segundo gol, que acabou saindo numa cobrança de falta de Euller, que contou com um leve desvio na barreira.

O Leão largou na frente na decisão do estadual com Wallace; Álef (Douglas), Ramon, Vinícius e Euller; Borges, Flávio e David (Nickson); Gabriel, Léo Ceará (Café) e Rafaelson.

Site oficial

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s